Postado dia 03 maio 2013

Ordem dos Itens no Cronograma Capilar Brasileiro




Olá leitores do Cabelos E Sonhos.

Sempre buscando fazer com que as pessoas que estão aprendendo a tratar os cabelos com esse sistema que é algo para ser inserido por toda a vida hoje vamos mostrar qual a ordem dos itens e a proporção de cada um deles.




O Cronograma Capilar Brasileiro (CCB) nasceu de uma vontade extraordinariamente grande de levar as pessoas a conhecerem o próprio cabelo para então adquirir os produtos ideais e tratá-los de maneira que viessem a ter resultados.


Dessa forma as pessoas não precisam mais, ou não deveriam, ficar sob a dependência de profissionais que muitas vezes escondem o conhecimento ou não passam porque realmente não o possuem ainda.

Assim a pessoa de posse dos conhecimentos do CCB e conhecendo e identificando corretamente a estrutura do próprio cabelo e suas necessidades pode comprar seus produtos sem depender da indicação de qualquer pessoa que seja.

Vamos a um exemplo: a pessoa tinha o cabelo virgem legalzinho e foi ao salão fez uma coloração e posteriormente algumas mechas. Ela percebeu que o cabelo ficou mais fragilizado, agora com uma cor diferente e que também a textura (toque) do cabelo ficou mais áspera. O cabelo dela não tem volume e tem boa disciplina, sem frizz.

Essa pessoa terá, segundo o conceito CCB, que ter os seguintes itens nos seus produtos diários: Força, Textura e Cor.

Se você estiver lendo essa matéria e não conhece o CCB então é melhor parar por aqui e conhece-lo primeiro pois não adiantará nada se não tiver ideia do que se trata. Para tanto acesse a aba exclusiva do CCB e dentro dela veja as principais matérias:



Ainda sobre o exemplo da pessoa que citamos acima, vem a pergunta: mas devo comprar quais produtos para cada item?

É isso que iremos esclarecer agora.

Sempre indico que a pessoa tenha os seguintes itens:

  1. Shampoo
  2. Condicionador
  3. Máscara de tratamento
  4. Leave-in (produto sem enxague)
  5. Defrizante

Esses são itens básicos. E o detalhe é que se a pessoa sempre seca o cabelo após lavar, então não precisa de leave-in, se é uma pessoa que não seca os cabelos quase nunca, então não precisa de ter o defrizante.

Então pode-se observar que não é necessário aquele monte de produtos que ficam entulhando seu armário do banheiro ou guarda roupa. Bastam 4 ou 5 produtos para você ter um cabelo maravilhoso.

Mas é necessário dizer que não adianta ter produtos mais ou menos. Pessoal não me levem a mal, mas eu não vou fazer como outros que dizem que você pode comprar qualquer coisa e que qualquer produto é bom  e que produto de supermercado resolve o problema.

Nada disso!!!

Sabe por que? Porque meu compromisso é com o RESULTADO e se a pessoa não tem resultado então vai achar que sou, como dizem na gíria, "lero-lero".

E na boa, só entre nós: quanto você gastou com aquele monte de produtos que você tem e que não resolveram nada esses anos todos, e que motivou você a vir aqui ler sobre o CCB?

Imagina todo o dinheiro que você gastou naqueles produtos investido em 4 ou 5 somente? Creio que daria pra comprar os mais excelentes produtos e que RESOLVEM.

Eu amo essa palavra, RESULTADO!

 Dúvida é de onde deve entrar cada produto. Por isso vou deixar aqui a ordem dos produtos em termos de concentração dos componentes, veja abaixo:

  1. Máscara;
  2. Leave-in/Defrizante (quando o defrizante possui um dos itens);
  3. Condicionador;
  4. Shampoo

Vamos pegar uma linha, por exemplo, que tenha Óleo de Argan.

Nessa linha a máscara hidratante terá maior concentração que o leave-in, que terá maior concentração que o condicionador, que terá maior concentração que o shampoo.

Concentração de quê? De Óleo de Argan.

Ou seja, sempre as máscaras terão a maior quantidade do item, ou componente, ou nutriente, ou principio ativo.

Então se o seu maior problema é força, então no seu kit básico a máscara deve ter o item força.

Pessoas que entenderam o conceito, leram as matérias e identificaram direitinho, não precisaram de indicações minhas e tiveram resultados surpreendentes, veja o exemplo de uma leitora que aceitou o desafio feito nos comentários de uma matéria, montou seu kit e nos mandou fotos do antes e depois de iniciar o conceito com seu relato:


No caso do exemplo que demos lá em cima (da mulher que fez tintura e mechas) digamos que o maior problema dela tenha sido a textura, afinal o cabeleireiro usou bons produtos, a técnica dele não quebrou nem um fio, e a cor ficou legal sem forçar.

Mas a textura modificou legal, talvez porque ela não tinha costume de hidratar.

Nesse caso o que ela mais precisa é de textura, então deverá comprar a máscara com esse item e reservar o  shampoo, condicionar e leave-in/defrizante para os outros itens, na ordem citada acima da concentração e necessidade do cabelo dela.

Com essas dicas aqui creio que será, agora, ainda mais fácil entender o conceito e aplicar.




Sobre o autor:

Marlon Bruno é cabeleireiro a mais de 12 anos e atua no bairro Belvedere em Belo Horizonte/MG, também em salões parceiros pelo Brasil esporadicamente. Ex-professor de cabeleireiro, é Especialista Master Redken e educador pela marca. Presta consultoria para empresas e profissionais. Faz do blog Cabelos E Sonhos sua escola virtual onde compartilha o que sabe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...