Postado dia 29 maio 2015

Qual progressiva fazer após as luzes e mechas




Com tantas químicas disponíveis no mercado, é normal que as pessoas busquem saber qual tipo de produto é mais adequado ao cabelo dela. Nessa situação, tratando-se de progressiva a afirmativa é a mesma. Afinal quem não quer saber qual tipo de progressiva pode ser feito sem problemas no cabelo após mechas ou luzes por exemplo.



E aí?

Claro, acredito eu que quem entrou aqui nesta matéria especificamente, veio procurar nome de progressiva. E esse é o mal das pessoas: não ligar para o efeito e sim querer ter uma consciência "leve" para fazer algo e depois se algo der errado ter alguem em quem colocar a culpa.

A primeira pergunta que faço é: se alguém, como eu mesmo, lhe indicar algo que diz ser bom para o cabelo, você usar e for péssimo, de que adiantará? O cabelo é seu e o dano será no seu cabelo não é?

O certo é que para qualquer química que os cabelos sofram, devem ser feitos tratamentos mais precisos nos fios, como a cauterização, que inclusive seria interessante você ler sobre a mesma, veja:



Vou ser bem direto, preciso e honesto: eu não indico nenhum tipo de progressiva para quem tem luzes.

Talvez você diga: ah, achei que você iria indicar uma marca de progressiva boa para fazer no cabelo após as luzes e mechas!!!

Se houvesse uma progressiva boa para fazer nos fios, sem dano algum ou que depois não atrapalhasse o processo de mechas, eu indicaria. O problema é que você faz o loiro, depois faz a progressiva, e depois vai querer fazer loiro de novo. Olha o problema mostrando as caras.

Ontem atendi uma moça do Espirito Santo (ES/Brasil), que veio aqui em Outubro de 2014 para fazer mechas, e tinha acabado de fazer progressiva.

Não fizemos na época e pedi para que ela tratasse do cabelo e depois faríamos as mechas. Tudo por conta da progressiva. Ontem realizamos o sonho dela, e você pode conferir no nosso Instagram @cabelosesonhos aproveitando para seguir e ficar por dentro de nosso trabalho.

Muitos também perguntam se pode fazer progressiva e depois as luzes. Recentemente eu falei da combinação e expliquei o porquê da não combinação a longo prazo, veja:


Só ressalto uma coisa: se você não está nem aí para o que eu disse aqui nessa matéria, e vai fazer os dois procedimentos (e dane-se, como dizem), então pelo menos faça a progressiva depois das luzes e depois de ter tratado o fio.

Mas saiba, posteriormente você terá muito trabalho com seu loiro. Eu opto por não fazer.



Sobre o autor:

Marlon Bruno é cabeleireiro a mais de 12 anos e atua no bairro Belvedere em Belo Horizonte/MG, também em salões parceiros pelo Brasil esporadicamente. Ex-professor de cabeleireiro, é Especialista Master Redken e educador pela marca. Presta consultoria para empresas e profissionais. Faz do blog Cabelos E Sonhos sua escola virtual onde compartilha o que sabe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...