Postado dia 14 junho 2012

No Poo e Low Poo: Técnica para Ondulados e Afros é Boa?





A Emanoela Ferro do Cronograma Capilar me perguntou e a Lucy do Produtinhos no Cabelo me intimou a falar sobre a técnica do No Poo e do Low Poo e como quem não deve não teme (e eu não gosto de dever) vou falar aqui um pouco sobre as mesmas e espraiar para quem ainda não ouviu falar da mesma. E você sabe o que é?

Lava ou não ?

A técnicas acima mencionadas foram relatadas inicialmente por Lorraine Massey escritoria do livro Curly Girls. Esta mulher escreveu o mesmo sobre técnicas que ela desenvolveu e criou baseada em experiências em si mesma (agora vejo que não sou o único a fazer experiências em si mesmo).


Basicamente a tradução para o que nos interessa seria "lavar sem xampu" (No Poo) e "lavar com pouco xampu", ou mais precisamente "lavar  menos vezes com xampu" (Low Poo).

Tais técnicas visam abolir ou diminuir drasticamente o uso de substancias que foram julgadas como prejudiciais aos fios.

Dentre essas substancias estariam os derivados do petróleo (petrolatos) bem como os sulfatos (o mais conhecido é o de sódio), os parabenos, os PEG's, óleos minerais, silicones, dentre outras substancias capazes de remover o sebo natural e  a oleosidade natural do couro cabeludo em sua camada externa ou que pudessem de alguma forma deixar resíduos "ruins" nos fios.

Essas técnicas já renderam debates ferozes em fóruns nos anos de 2009 e 2010 quando começaram a ser mais faladas no Brasil.

Inicialmente foram desenvolvidas para cabelos encaracolados, ondulados e afros mas com o tempo difundiu-se também para os cabelos que não se enquadravam nessas categorias mas faziam parte dos chamados "oleosos" ou secos.

A idéia de que os silicones e os óleos minerais bem como os derivados do petróleo seriam exterminadores capilares e que os agentes adstringentes ou detergentes seriam de igual modo carrascos para os fios disseminou a técnica rapidamente entre as que possuem cabelos secos, não importando a forma dos mesmos embora tenha sido mais apreciada entre as que tem cabelos encaracolados e ondulados.

Nossa opinião:

Os cabelos afros bem como os cabelos de pessoas com pele mais escura tendem a ser mais secos. Isso porque pessoas com pele mais escura tendem a produzir menor quantidade de óleo e ter essa proporção em menor quantidade na camada hidrolipídica que é a responsável por "balancear" suor e sebo na pele.

Contudo é comum que pessoas com qualquer cor de pele tenha os fios mais secos se estes forem encaracolados e/ou ondulados.

Nesse contexto eu não diria ser indicado tal técnica (vi muito mais resultados ruins do que bons relatados pelos seus praticantes de um modo geral) pois a industria química gasta rios de investimento para procurar produtos que inseridos no mercado possam trazer algum benefício. 

Logicamente que se você compra produtos muito baratos não poderá esperar muito deles, o que não significa que eles prejudiquem os fios.

Não lavar os fios com xampu (No poo) implica em jamais usar xampu e substitui-lo nas lavagens por condicionadores com agentes levemente detergentes, isso é o que exige a técnica.

Contudo a ressalva que faço é que a couro cabeludo possui fungos naturais (pityrosporum ovale, hoje conhecido como Malassezia Furfur) que se não removidos constantemente podem causar seborréia mesmo em cabelos secos, pois é questão de couro cabeludo.

Já para quem faz uso da pouca quantidade de lavagem com xampu (Low Poo) que consiste em lavar os fios com xampu que tenham menor quantidade dos produtos julgados "ruins" por menos vezes (semana/semana ou 15/15 dias) se utiliza dessa técnica para lavar sim os fio, mas menos vezes. 

Eu diria que essa é melhor, contudo o tempo sem lavar ainda é muito grande pois muitos se preocupam tão somente com o aspecto do cheiro dos cabelos esquecendo-se no entanto da questão fisiológica dos fios.

Li em um fórum o extraordinário comentário de uma pessoa que fez a técnica por 1 (hum) ano consecutivo e  disse ter tido mais desprazer do que bons resultados, e aqui cito uma brilhante parte do relato dela: 

"Aliás, óleo mineral é natural. Petróleo é natural. Acho que porque associamos petróleo à poluição pensamos que é toxico, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra. Enquanto isso, muitas substancias botânicas usadas em produtos "naturais" são na verdade manipuladas em laboratório (o que também não é ruim)."

Então eu Marlon Bruno tenho indicado às minhas clientes que possuem os fios secos e que não produzem muito óleo natural, que hidratem constantemente os fios, semanalmente, e que lavem somente o necessário (maximo 2x semana) com xampus que sejam hidratantes (Ph 4,5 ~ 5,5).

Para as que possuem o couro cabeludo oleoso eu indico pentear todos os dias (assim a oleosidade é distribuída nos fios e fica imperceptível) e lavar de 3/3 dias com 2 xampus ao mesmo tempo (um anti oleosidade e outro normal) usando condicionador somente nas pontas.

Por isso eu digo que há como lavar os cabelos normalmente, em termos de quantidade, usando para tal, um shampoo que seja Low Poo, que inclusive a Marie Solti possui e eu uso.

Quanto à questão dos derivados do petróleo a mesma pessoa que fez o comentário no fórum acima disse: "os derivados fazem bem para uns e para outros não, é questão de fio para fio".

Concordo com ela, depende dos fios. No Bronx e no Brooklin (bairros em NY nos EUA) há o costume cultural das belas negras ficarem com fios maravilhosos, após passarem por alisamentos por conta dos produtos à base de petróleo. Eu usava até ano passado e o cabelo ficava um espetáculo.

A dúvidas não serão esgotadas em um único post. Por isso peço que perguntem para que as perguntas e respostas sejam respondidas e as pessoas que olharem este tópico possam também através das perguntas e respostas, aqui feitas e respondidas, se informarem mais, como sabem eu respondo à todas as perguntas feitas no blog.

Gostou da Matéria? Comente e/ou Pergunte.

Compartilhe no FACEBOOK e divulgue a matéria lá.

Ajude o blog a crescer. Seja Fã da nossa Página aqui ao lado!

Siga o Cabelos E Sonhos no Twitter: @cabelosesonhos



Sobre o autor:

Marlon Bruno é cabeleireiro a mais de 12 anos e atua no bairro Belvedere em Belo Horizonte/MG, também em salões parceiros pelo Brasil esporadicamente. Ex-professor de cabeleireiro, é Especialista Master Redken e educador pela marca. Presta consultoria para empresas e profissionais. Faz do blog Cabelos E Sonhos sua escola virtual onde compartilha o que sabe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...