Postado dia 27 março 2017

Qual a importância do PH do cabelo




Para se fazer uma química com sucesso, ou para tratar de um cabelo que esteja danificado, é necessário saber como está o seu PH. Por isso vamos falar um pouco desse assunto por aqui.




É muito importante sim

Muitos quando vão fazer algum tipo de química no cabelo de alguém ou mesmo no próprio, não se perguntam como está o PH do mesmo. Isso é algo que faz toda a diferença para o resultado final pois o PH é importantíssimo.

Vou logo de cara dar alguns exemplos para que você mesmo raciocine, sem ajuda de ninguém.

Imagine 3 tipos de cabelo: um cabelo virgem, que é lavado e condicionado com bons produtos, hidratantes, e toma-se cuidado até ao secar o mesmo; um cabelo que passou por mechas/luzes, clareando o mesmo em 4/5 tons, até mais, e a pessoa não hidrata o mesmo mas não deixa de fazer escova toda semana; e um terceiro cabelo, cujo dono faz progressiva de ácido glioxílico sempre que aparece dois ou três dedos de raiz e não é fã de tratar os fios porque não tem tempo!

Basicamente falamos aqui de 3 tipos de cabelos diferentes com 3 tipos de PH também completamente diferente.

Antes de continuar, vou sugerir a você seguir nosso Instagram @cabelosesonhos para ficar por dentro do nosso trabalho no dia a dia.

Um dos cabelos passou por uma escova progressiva de ácido, logo seu Ph está lá em baixo, algo em torno de 1,0. Esse cabelo apresenta-se, por óbvio, afinado, quebradiço, embaraçando mais que ninho de Guacho.

Esse cabelo precisa de muita reconstrução (termo técnico aqui utilizado no sentido de recuperação para fortalecimento, e não aquele usado no cronograma capilar que não gosto). Inclusive se você quiser saber mais sobre como é um fio acidificado, com PH baixo, leia a seguinte matéria:


Já o cabelo que passou por mechas/luzes possui o Ph alto, algo em torno de 10/11. Esse cabelo encontra-se mais indisciplinado em alguns casos, e, em outros, embaraçando até com o bater do vento, ou então com os dois problemas ao mesmo tempo. Esse cabelo perdeu muita água e óleo.

Esse fio necessita de nutrir, hidratar (e esses termos se referem mais a textura e disciplina, nada tendo a ver com o conceito, como dito alhures, com o tal cronograma capilar de 3 pilares). Nesse diapasão é melhor tratar esse fio para que ele volte ao estado de Ph mais baixo, próximo ao natural, para que, então, ele fique com aspecto saudável. Se você quiser saber um pouco mais leia abaixo:

Então podemos concluir que: O ph do cabelo está diretamente ligado ao seu nível de maciez, textura, disciplina, tratamento.

O outro cabelo, o virgem, bem tratado, cuidado, possui o Ph balanceado. Por ser virgem? NÃO. Mas sim por ser um cabelo cuidado, bem condicionado. Eu já falei em outra matéria que há como pegar um cabelo com química, e deixa-lo com aspecto de virgem. Basta você ir na pesquisa aqui do blog e procurar por reabilitação capilar.

Com base nisso pense no Ph do cabelo antes de qualquer procedimento. Por isso que nos atendimentos aqui no salão eu faço questão de que todos os cabelos sejam nutridos, hidratados, seja depois ou antes dos procedimentos. 



Sobre o autor:

Marlon Bruno é cabeleireiro a mais de 12 anos e atua no bairro Belvedere em Belo Horizonte/MG, também em salões parceiros pelo Brasil esporadicamente. Ex-professor de cabeleireiro, é Especialista Master Redken e educador pela marca. Presta consultoria para empresas e profissionais. Faz do blog Cabelos E Sonhos sua escola virtual onde compartilha o que sabe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...