8 Como Fazer uma Boa Progressiva? - Cabelos E Sonhos

Postado dia 25 março 2013

Como Fazer uma Boa Progressiva?




Olá leitores do Cabelos E Sonhos.

Muitas pessoas possuem os fios ondulados, anelados, crespos e querem deixá-los lisos, domados, enfim... Para isso, muitas vezes, acabam recorrendo à escova progressiva ou à escova inteligente. A questão é: como fazer uma boa escova progressiva?

Gosto muito de você, leãozinho...


Por questões como essa é que achei interessante fazer uma abordagem diferente. Mostrar quais são os aspectos necessários e que devem ser levados em conta quando se pretende fazer uma escova progressiva.


Deste modo creio que essa matéria será um auxílio para os profissionais da área. Deste modo resolvi criar a tag "Profissional" pois os mesmos poderão ver nela algo mais indicado para eles, apesar de todas as matérias no blog serem de grande ajuda para meus colegas, na minha opinião.

E para não ficar de fora das novidades sobre cabelos assine nosso FEED gratuitamente com seu email e receba matérias em primeira mão assim que publicarmos, direto na sua caixa de entrada.

A questão não é fazer a progressiva, e sim em qual cabelo pode ser feito a progressiva e em que situações, pois disso depende o resultado, bom ou ruim. Você faria uma escova progressiva em um cabelo elástico para recuperá-lo? Essa é uma dúvida entre profissionais, mas já esclareci em outra matéria:


Para se fazer uma boa progressiva anote o essencial:

  1. Anamnese: é o primeiro passo. Verificar a condição atual do cabelo e posteriormente o passado dele é algo que transcende (ultrapassa) a barreira do simplesmente fazer, é algo que vai determinar se a pessoa vai gostar ou não do resultado, se o cabelo vai ficar bonito/saudável  ou vai virar um lixo;

  2. Preparação: é o que costumo chamar aqui no studio de "base". O mais indicado é cauterizar a frio os fios e cortá-los, ainda que somente para uma limpeza de pontas, para evitar que os fios fiquem desgastados pelo processo;

  3. Usar produtos que possuam bioafinidade íntegra: quero dizer que não adianta (por exemplo) o produto ter a carbocisteína, que é boa, mas tem o ácido glioxílico, ou outro ácido, bem como o formol. Use produtos que não alterem a estrutura e espessura do fio, como os ácidos, nem que sejam proibidos, como o formol. E antes que perguntem: existem, eu uso, e não falo de marcas...;

  4. Manutenção: vejo muita gente que faz a progressiva, fica com o cabelinho igual boneca mas não trata o mesmo depois do procedimento, tanto no salão como em casa. Aí vai acontecer sabe o quê? Vai acabar parando aqui no blog na seção perguntas com algo tipo "Marlon me socorre!!!", já até acostumei.

Veja que nos passos acima existe uma parceria entre profissional e candidato(a) à progressiva: o profissional em saber avaliar o cabelo, indicar o tratamento adequado e usar bons produtos e o cliente em fazer jus ao trabalho do profissional levando a sério as indicações e fazendo a manutenção, tanto em corte quanto na cauterização/hidratação.

Eu fico feliz quando aqui em Belo Horizonte onde trabalho eu atendo uma pessoa que faz direitinho o que indico em termos de tratamento dos fios, posteriormente fazem a progressiva e quando o tempo passa o cabelo está sem pontas, com brilho, bem cuidado. Ganho eu e ganha a pessoa.

Até porque existem pessoas que são formadas (médicos, enfermeiros, engenheiros...) que possuem um grande conhecimento em sua área mas quando adentram o salão se mostram completamente ignorantes em relação ao próprio cabelo.

Alguns chegam com o cabelo quebrado e logo perguntam se podem fazer fazer a progressiva.

E de tanto ouvir isso acabei fazendo uma matéria sobre o assunto:

Coisas assim nós profissionais devemos estarmos aptos para resolver e você, cliente/candidato à progressiva, apto para ouvir as indicações e colocá-las em prática.

Óbvio que é importante que o profissional que vai te indicar tenha domínio. Se ele conhece o CCB então estará em boa mãos.

Você que é profissional comente abaixo o que achou das dicas, e você que faz progressiva diga pra gente se sua visão mudou após ler essa matéria.



Sobre o autor:

Marlon Bruno é cabeleireiro a mais de 10 anos e atua no bairro Belvedere em Belo Horizonte/MG. Ex-professor de cabeleireiro em uma das maiores escolas de BH, é Especialista Master Redken e educador pela marca. Presta consultoria para empresas e profissionais. Tem se destacado na internet através do blog Cabelos E Sonhos por levar conhecimento com fundamento e técnica para o público consumidor e profissional.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...